Como treinar fora de seus hábitos?

Como treinar fora de seus hábitos? De vez em quando, não é ruim. Apesar disso, o mais indicado é ter uma rotina estabelecida e atrelada às suas habilidades. Você sabe fazer um?

Treinar fora dos hábitos é complexo e não recomendado, o mais aconselhável neste caso é tentar construir uma rotina. 

Esse planejamento deve atender às suas capacidades físicas, aos resultados que deseja obter e, sobretudo, à disponibilidade de tempo que possui.

Com base no exposto, vamos te ensinar como criar uma rotina desde o início. Evite treinar por hábito e faça da atividade física mais um aspecto do seu dia a dia.

Como Treinar fora de seus hábitos?

É possível treinar fora dos hábitos, normalmente você só precisa escolher alguns exercícios aleatoriamente e realizá-los. 

Você pode até progredir em termos de suas habilidades físicas, mas como você pode determinar seu progresso?

Antes de te ensinar por que você não deve treinar fora dos hábitos, é necessário saber o que é um hábito em si.

Em termos gerais, um hábito refere-se a uma prática que é realizada consistentemente dia após dia. 

Alguns exemplos claros de hábitos comuns são o banheiro, escovar os dentes, acordar em horário aproximado, entre outros durante o dia a dia.

Portanto, treinar fora dos hábitos comuns seria basicamente como realizar alguns exercícios no meio do dia sem nenhum planejamento. Como parte de uma pausa ativa, pode ser útil, mas não como treinamento específico.

Como não treinar fora dos hábitos?

Para não treinar fora dos hábitos diários você deve transformar o treino em um hábito específico. Para isso, é necessário determinar quais são os aspectos mais importantes para o desenvolvimento de uma rotina de treinamento.

Nessa ordem de ideias, vamos te ensinar os pontos mais importantes para não treinar fora de seus hábitos.

Determine uma meta

Se você chegou a esse ponto, provavelmente é um iniciante procurando melhorar suas habilidades. Também é provável que lhe tenham dito que treinar fora dos hábitos é possível, mas é um ponto que já esclarecemos anteriormente.

 

Nesse caso, o primeiro aspecto a ter em conta são os objetivos. É essencial focar em um ou vários objetivos, mas estes devem ser realistas e divididos em períodos de tempo curto, médio e longo prazo.

Lembre-se que o objetivo relacionado ao treinamento deve estar associado às habilidades físicas. Por exemplo, caminhar 1 quilômetro ou levantar mais de 10 quilos e assim por diante.

Realizar um diagnóstico

O melhor a fazer quando se cria um hábito ligado ao treino é fazer um diagnóstico. Embora deva ser feito sob supervisão médica, para ser mais preciso, também é possível que você faça seu próprio diagnóstico.

Revise baterias ou testes físicos e aplique-os a si mesmo. Avalie em que faixa você está e anote todos os resultados em um caderno, mas não o perca de vista.

Se você tiver dificuldades para aplicar qualquer tipo de teste, consulte um profissional em treinamento esportivo.

Por fim, lembre-se de que o diagnóstico será o ponto de partida para transformar o treinamento em hábito. Com base nos resultados você deve planejar sua rotina.

Planeje uma rotina

Descubra que tipos de treino existem, investigue os que mais lhe chamam a atenção e tente implementar exercícios focados em todos os grupos musculares. 

Não importa se são exercícios multiarticulares ou unilaterais, tente fazê-los ao seu gosto.

Depois de escolher os exercícios que mais gosta, foque o planejamento em um volume baixo. 

Poucas séries e poucas repetições, bem como certos tempos entre as séries para recuperar o fôlego; o volume de treinamento será progressivo e gradual, não se preocupe com isso.

Ao planear a sua rotina aconselhamos, sim ou sim, a ter o aconselhamento de um profissional da área do treino. Dessa forma é possível que o planejamento seja mais ordenado e você consiga alcançar os resultados esperados.

Vá com calma

Você já conhece os resultados do seu diagnóstico, tem uma série de objetivos estabelecidos e a rotina está devidamente planejada. O mais importante na hora de transformar o treino em hábito é a adaptação.

Saiba tudo sobre exercícios físicos em lojashecco.com

 

Para se adaptar ao processo de treinamento, aconselhamos que você vá com calma e vá passo a passo.

Cabe ressaltar que os tempos de adaptação são relativos a cada pessoa, por isso a avaliação física feita no diagnóstico é tão relevante.

Nessa ordem de ideias, tente que nas primeiras semanas -ou o tempo necessário- as cargas e o volume de treinamento sejam mínimos.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.