Dicas para vender sua moto pela internet

Muitos são os motivos que fazem os motociclistas venderem as suas motos. Felizmente, o mercado de veículos usados no Brasil é aquecido, o que facilita bastante encontrar potenciais compradores e vender a sua moto sem dificuldades.

 

E com a Internet, vender motos tornou-se ainda mais fácil. No entanto, para evitar eventuais dores de cabeça e facilitar a negociação, o vendedor deve se atentar a alguns aspectos ao anunciar o seu veículo na Internet. No texto abaixo, conheça algumas dicas do que fazer para realizar uma venda tranquila e sem problemas.

Confira a documentação da moto

Antes mesmo de pôr o anúncio na Internet, o vendedor deve se certificar que a documentação do veículo está em dia. Afinal, nenhum comprador terá o interesse de adquiri-la caso haja algum problema com a documentação.

 

Com isso, verifique se há pendências de débitos existentes no Detran e se o IPVA da motocicleta está em dia. Isso é sinal de transparência por parte do vendedor, algo que torna inclusive o anúncio da moto mais atrativo. Também é recomendado que você reúna os manuais originais da moto, além de notas de serviços e de peças adquiridas enquanto você foi o dono dela.

Faça uma revisão na moto

Normalmente, recomenda-se que o interessado em comprar um veículo leve-o até um mecânico para dar uma vistoria geral nele. Mas o vendedor também se beneficia de praticar esse ato, pois garantir que não há problemas com a parte mecânica da motocicleta evita que o comprador desista da compra por esse motivo.

 

Portanto, leve o veículo até um mecânico de confiança e peça uma revisão geral do veículo. Isso deve incluir a troca de fluidos, óleo, filtros, cabos e pastilhas, além do conserto de eventuais partes e peças que necessitem de reparos.

Capriche nas fotos dos anúncios

Quando for realizar o anúncio, um dos principais aspectos que você deve prestar atenção são as fotos da sua moto. Quanto mais atrativas elas forem, maiores são as chances do anúncio chamar a atenção dos compradores.

 

Então, entre os cuidados, recomenda-se que você escolha um local bem iluminado e tire foto de todos os ângulos, para que o comprador possa ter uma noção real do que é a moto. Além das fotos mais abertas, tire algumas fotos em close-up para mostrar os detalhes do veículo que irão garantir que o comprador conheça o veículo por inteiro.

Prepare uma descrição completa

Tirar boas fotos da moto é um passo importante, mas não é o único passo que deve ser feito para chamar a atenção na Internet. Também é fundamental pensar em uma descrição bem elaborada do veículo, pois isso facilita a negociação, já respondendo eventuais dúvidas dos compradores e fornecendo uma noção exata das características da sua moto.

 

A recomendação é que a descrição seja clara e objetiva. Entre as informações que devem estar listadas, estão o modelo e seu ano de fabricação, a quilometragem atual, os acessórios, a cor e o estado da pintura, as condições dos pneus, o estado de conservação como um todo, informações e datas sobre as últimas revisões feitas, assim como os últimos itens que foram trocados.

 

Também é aconselhável evitar termos vagos, já que a falta de informações exatas pode impedir que uma negociação aconteça. Além dos detalhes sobre a moto, não se esqueça de incluir diferentes formas de contato no anúncio, como telefone fixo, celular e e-mail, que podem agilizar o andamento de uma negociação.

Defina um preço compatível

Outro fator importante que irá determinar o sucesso da negociação da sua motocicleta é determinar um preço compatível com o mercado para ela. Afinal, caso o valor pedido seja muito acima do que realmente vale, é praticamente uma certeza de que potenciais compradores irão optar por outros anúncios.

 

Por outro lado, preços muito abaixo geram desconfiança, pois leva os compradores a pensarem que sua moto pode ter algum problema e você apenas deseja se livrar dela. Assim, é fundamental pesquisar para encontrar aquele preço que esteja dentro da realidade do mercado.

 

Caso tenha dúvidas sobre como prosseguir, pesquise pelo valor de mercado do seu modelo pela tabela FIPE, atentando-se para o ano de fabricação dele. Com isso, você conseguirá determinar um valor mais justo para realizar o seu anúncio.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.