Por que o xadrez é um esporte?

Você sabe porque o xadrez é um esporte?

O xadrez é um jogo tradicional com uma carga mental e física significativa. Você sabia que também é um esporte? Neste artigo, explicamos o porquê.

Se nos pedissem para mencionar um esporte, o xadrez provavelmente não estaria na lista. 

No entanto, este jogo de estratégia alcançou o mesmo status do futebol, rugby ou basquete. Continue lendo para saber um pouco mais sobre essa disciplina e por que ela é um esporte.

Esportes são aquelas atividades ou exercícios físicos que têm regulamentos e nos quais a habilidade, destreza ou força física é testada. 

Eles não precisam necessariamente ser competitivos, embora seja o mais comum.

No caso do xadrez, os debates questionam se há atividade física no jogo. Embora exista, mas se manifesta de maneira diferente em comparação com outras disciplinas.

Descubra a seguir porque o xadrez é um esporte.

  1. É regulamentado e estruturado

O campeonato mundial de xadrez é realizado desde 1886, muito antes dos de futebol, hóquei, Ruby, ciclismo, judô, vôlei ou basquete. 

Além disso, possui as regras lógicas do jogo, um sistema de penalidades por descumprimento do código de ética e a política antidoping imposta pelo COI.

  1. É competitivo

O xadrez é um esporte devido a sua competição que chega a durar horas.

Cada jogo é um duelo que pode durar muitas horas ou até dias. Pode haver jogos de tensão máxima em que os nervos, a concentração, a estratégia e as várias habilidades dos atletas desempenham um papel fundamental.

No xadrez, é muito provável que quem errar, perca. Portanto, quase não há espaço para erros.

Ou seja, antes de cada movimento há uma grande responsabilidade que gera uma importante carga física e psicológica. 

Na maioria dos esportes, o sucesso pode ser alcançado mesmo quando vários erros são cometidos ou o oponente é superior na maior parte do evento.

  1. Esforço mental e preparação física

É um jogo de estratégia em que a concentração e extensão dos jogos podem gerar grande desgaste. 

A diferença com outros esportes é que o esforço e a exaustão se manifestam de forma diferente.

Os jogadores profissionais, antes das competições mais importantes, passam por condicionamentos e contam com equipes de profissionais que os apoiam, como treinadores ou orientadores, nutricionistas e psicólogos. 

Por outro lado, um estudo mostrou que realizar treinos de xadrez melhora a cognição, o humor e a qualidade de vida.

  1. Tem reconhecimento internacional

O xadrez foi reconhecido como esporte pelo COI em junho de 1999. No entanto, a FIDE ainda está concorrendo para ser incluída nos Jogos Olímpicos.

Até agora, apenas jogos amistosos foram realizados em alguns eventos desde 2004. 

O pedido de inclusão nos Jogos de Paris 2024 não seria levado em consideração, pois não é uma prática atlética.

Alcançar isso no futuro, talvez, seria a batalha final para que não houvesse mais dúvidas. 

Além disso, o xadrez conta com o endosso de mais de 100 países. Por exemplo, 24 dos 28 países da União Europeia o admitem como tal, com exceção do Reino Unido, Suécia, Bélgica e Irlanda.

Os últimos Jogos Olímpicos não apresentavam o xadrez como disciplina competitiva. E parece que eles também não serão admitidos em Paris 2024.

Benefícios de jogar xadrez

Jogar xadrez nos traz grandes benefícios, principalmente para o cérebro. É um jogo que exige planejamento, concentração e memória, tornando-se o esporte ideal para exercitar a mente.

Um estudo realizado na China determinou que a experiência profissional no xadrez modula os padrões de homogeneidade e conectividade funcional de todo o cérebro, bem como, a longo prazo, pode melhorar o processamento semântico e episódico.

Aqui estão alguns benefícios de sua prática continuada:

  • Melhora a concentração.
  • Estimula a criatividade.
  • Treine a memória.
  • Melhora a capacidade de trabalho em situações estressantes.
  • Ajudaria a prevenir o Alzheimer.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado.